sábado, 2 de fevereiro de 2013

Leia isso: 6º livro da Irmandade da Adaga Negra


Autora: J. R. Ward
Editora: Universo dos Livros
Ano: 2011
Páginas: 548

Phury, irmão gêmeo de Zsadist (Amante Desperto), é um cara problemático. Talvez essa não seja a palavra certa. Mas enfim. Ele, celibatário por opção, adora a fumaça vermelha (que é tipo um cigarro, ao meu ver, um pouco mais forte, mas não chega a ser tão pesado quanto outras drogas, porém é viciante) e agora ele é o Primaz - o macho responsável por manter a linhagem da Irmandade, concebendo filhos com as Escolhidas, que são quarenta, no total. Como sua vida já estava um lixo mesmo, ele se sacrificou a este cargo, que era de outro irmão. Mas Phury não estava pronto para ele. Assim como a Primeira Escolhida designada a ele. Então ele a leva do Santuário - Lar sagrado da Virgem Escriba e Escolhidas - para o Outro Mundo (o mundo real). Alguns meses se passam mas nada de chegarem ao finalmente.
O romance neste livro é muito chato. Sinceramente? Phury é paranóico e Cormia, a Primeira Escolhida que foi designada a ele por obrigação, é chatinha e lerda. Entendo que ela nunca pisou no 'mundo real' e tudo pra ela é diferente e tal. Mas tem como não querer um Irmão gostosão? Ah, fala sério! rs Até que o tempo se passa e ela passa a desejar o amor dele.
Phury é um viciado que fala com um Mago interior. Um ser que só existe em sua mente, devido há séculos de uso da fumaça vermelha. O cara só vive chapado. Por qualquer motivo, ele tem que acender a droga do cigarro. Os dois não mantém muito contato até que começa o vai-não-vai entre eles e, apesar da coisa as vezes esquentarem um pouco, tudo fica meio brochante.
O que salvou o livro foi a nova 'jogada' dos redutores. Lembram deles, certo? Os caras maus da história que cheiram a talco de bebê (vai entender...). Agora, eles tem um trunfo na manga. Algo que os vampiros jamais imaginariam ser possível e que destruirá o equilíbrio da sociedade vampírica. As famílias da glymera (Alta classe) estão ameaçadas e sofrem ataques inesperados. Eu simplesmente amei essa ideia da Ward. Simplesmente vai dar uma Up na Sociedade Redutora e trazer muito mais ação às estórias. Porque se tem uma coisa que este livro está cheio, é de ação! *amo*
Outro detalhe que começa neste livro é a relação Qhuinn-Blay. Sim, a relação homo-afetiva presente na estória. Neste livro só vemos o começo, mas eles terão um livro próprio. Outro personagem que vemos muito é John Matthew, o garoto mudo que agora é um guerreiro e que eu amo! Todo mundo tem um segredo, mas o dele não é fácil de se falar e impossível de esquecer. Mas John é forte e apesar de tudo pelo que ele passa, ele tem Qhuinn e Blay, seus amigos inseparáveis.
Ah! Informo logo que um presente será dado à Irmandade. Algo que eles perderam há um tempo. E para completar a mistura de seres à série, além dos vampiros, redutores e Symphatos, conhecemos também os Mouros e um Anjo caído (sobre eles, saberemos mais no próximo livro). Mas de Anjo caído eu gosto, então vamos torcer pra sair algo bom/mau disso. 
Resenha daqui ...

2 comentários:

Luma Rosa disse...

Oi, Silvana!!
Não faz meu gênero, os livros de vampiros. Passei para te deixar um beijuzinho :)

Karllinha Mesquita disse...

Oi Silvana! Tudo bem?
Meu nome é Karlla e eu adorei seu blog!
Também amo a saga da Irmandade da Adaga Negra. Ainda estou no 4º livro, mas estou amando.
Muitas felicidades!!
Bjokinhas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...